sexta-feira, 30 de dezembro de 2011



Nas lutas diárias da vida, lembre-se de que tudo tem um tempo próprio para realizar-se. 
A árvore mais alta do mundo, um dia foi semente. 
O mar gigantesco é formado por pequenos rios que despejam suas águas em um encontro marcado. 
A hora do relógio é formada por segundos que se juntam para formar o minuto. 
A casa mais bela e rica, um dia foi apenas projecto.
Assim, tudo segue um cronograma e na Lei Divina nada segue
aos pulos ou com privilégios,
tudo é justiça pura.

Sabendo que o mundo é construído por etapas, que tudo está em seu devido lugar e no devido momento certo, não abandone seus sonhos, não desistas de lutar pelo seu crescimento.
Refaça seus planos se preciso for, ajuste-o ao momento actual e se agarre com Deus.
Acredite na sua força, mas acredite também que você nunca está sozinho; em nenhum momento os anjos te abandonaram, talvez você não tenha deixado eles se aproximarem, mas eles sempre estarão perto de você.

Não se assuste com as atitudes das pessoas que te cercam; nem sempre elas estão no seu melhor dia, e todos nós temos o direito de estarmos chateados ou até tristes e sem vontade de falar com ninguém. Portanto, respeite o indivíduo que existe em cada pessoa; não crie expectativas com a vida dos outros, você acaba se machucando e fazendo com que as pessoas se sintam responsáveis por atitudes que só você esperava, que você nem sequer comunicou a pessoa interessada, apenas desejou em seu íntimo.
Tudo tem seu tempo!

E o seu tempo de plantar é todos os dias; é a cada minuto. Semeie amor distribua sementes de carinho e em breve você irá ter a maior colheita de felicidade que um ser humano pode ter. Nada supera o amor, velhas mágoas desaparecem sob a acção do amor; inimigos se abraçam em nome do amor; parentes afastados se reencontram em nome do amor, e você será abençoado pelo amor que Deus derrama, todos os dias, sobre a sua cabeça em sinal de que
Ele acredita em você, sempre!
Eu acredito em você
(Paulo Roberto Gaefke)

sábado, 24 de dezembro de 2011



Chega de promessas que jamais vão se cumprir. Chega de não fazer força para esquecer. Chega de lembrar do que faz doer. Chega de se culpar. Chega de acumular sofrimentos. Chega de não conseguir se perdoar. Chega de procurar sarna para se coçar. Chega de gostar de quem não dá a mínima para você. Chega de se esconder da vida. Chega de falsas amizades. Chega de gente efusiva. Chega de quem pensa que você é obrigado a ouvir. Chega de se boicotoar. Chega de não pegar a força de vontade pela mão. Chega de deixar a vida passar por você. Chega.


É tempo de mudanças internas e externas. A hora de faxinar seu coração é agora. Jogar toda aquela tralha fora, tirar o pó que dia a dia vai crescendo, arrumar a casa aí dentro, organizar a sua vida emocional. Pode parecer clichê e uma bobagem sem tamanho, mas é só quando você se organiza por dentro que as coisas começam a andar de vez. Sua vida anda empacada feito mula? Mude. Troque os móveis de lugar, arrume as gavetas, dê um up no visual, faça um caminho novo, troque a música do seu celular.


Dê um basta em gente mesquinha, fofoqueira, que não tem nada de bom pra dizer e infeliz. Se livre dos problemas, pois o que está na nossa mão a gente pode mudar, mas precisamos ter consciência de que nem tudo está ao nosso alcance. Estabeleça metas que você pode alcançar, pois se a gente fica querendo o impossível a frustração cedo ou tarde bate na porta. Decida o que você não quer mais na sua vida. Esse é um bom jeito de abrir espaço para tudo aquilo que você sonha. Ou tudo que você nem sabe que deseja.


..

Clarissa Correa


Um Feliz Natal!!


terça-feira, 13 de dezembro de 2011


Eu queria um amor...
Eu queria um amor... Permanente... Que sempre estivesse presente em cada momento de minha vida...
Queria um amor... “Criança”, para ser sempre alegre... Um amor com ares de “Adolescente” para nunca perder a magia da Paixão... Queria um amor “Adulto” para estabilizar o meu sentimento...
Eu queria um amor para me ouvir de vez em quando... Um amor para me amparar em momentos ruins, queria um amor para sorrir com minhas conquistas...
Eu queria um amor... Que pensasse em mim a todo instante, que me mandasse bilhetes e flores... E que dissesse ao telefone o quanto sentiu minha falta... Eu queria um amor que não ignorasse minha presença... Mas que exaltasse minha existência... Com todos os teus carinhos... E palavras especiais...
Queria sim um amor radiante... Que se renovasse a cada dia e multiplicasse a minha felicidade sempre mais...
Eu queria um amor... Que não me aprisionasse em sonhos impossíveis... Mas que realizasse os meus desejos e fantasias...
Um amor que não tivesse “Passado”... Mas o “Presente” e “Futuro” e que eu pudesse fazer parte deles...
Queria um amor que fosse “Fiel” em relação a tudo o que sinto... Que não desprezasse o meu coração com falsas verdades...
Mas... Que me surpreendesse sempre com novas formas de amar... Sensuais e Românticas...
Eu queria um amor... Pelo qual eu me orgulhasse de carregar no peito... Que suprisse minhas carências e aceitasse o meu amor... Fazendo de mim tua única mulher...



(Valéria Lopes)

sábado, 10 de dezembro de 2011



Não venha me falar de razão.
Não me cobre lógica.
Não me peça coerência.
Eu sou pura emoção.
Tenho razões e motivações próprias.
Sou movido por paixão.
Essa é minha religião e minha ciência.
Não meça meus sentimentos.
Nem tente compará-los a nada.
Deles sei eu.
Eu e meus fantasmas.
Eu e meus medos.
Eu e minha alma…

Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia - 


Clarice Lispector

sábado, 3 de dezembro de 2011



Você imagina quantas mulheres existem em mim?
Eu posso acordar doce, ficar amarga e até dormir ácida sem você perceber.
Mas eu quero que você perceba.
Eu quero que você se alimente do que há de melhor e pior em mim.
Eu quero te mostrar cada gosto,
... te misturar, te revirar o estômago,
te virar do avesso, jogar a receita fora.
‘Nada de banho-maria!’


-Fernanda Mello-

sábado, 26 de novembro de 2011




Tô deixando tudo pra lá. Aborrecimento, confusão, estresse, sentimentos, pessoas… tudo pra lá. Tô me dando férias de mim mesmo. Quero descansar, quero ter paz e não me preocupar com nada. Quero parar de precisar tanto de certas pessoas e acabar com esse meu medo delas irem embora. Quero parar de me preocupar tanto com os problemas dos outros, e deixar de lado os meus. Desliguei meus sentimentos e minhas emoções, até me sentir bem - e tranquilo - novamente. A partir de hoje eu sou o responsável pela minha felicidade
e acredite, não medirei esforços para manter-me feliz..

segunda-feira, 21 de novembro de 2011



Foi então que eu descobri. Ele está exatamente no mesmo lugar que eu agora, pensando as mesmas coisas, com preguiça de ir nos mesmos lugares furados e ver gente boba, com a mesma dúvida entre arriscar mais uma vez e voltar pra casa vazio ou continuar embaixo do edredon lendo mais algumas páginas do seu mundo perfeito. A verdade é que as pessoas de verdade estão em casa. Não é triste pensar que quanto mais interessante uma pessoa é, menor a chance de você vê-la andando por aí?


(Tati Bernardi)

domingo, 20 de novembro de 2011




Por fora, essa garota decidida, forte, feliz, que anda por aí com um sorriso no rosto, procurando enfrentar tudo, gosta de desafios, está segura de si, que se ama, com o coração inteiro, nada a machuca. Por dentro, uma garota frágil e sensível, que chora escondido, dança escondido, se toca com músicas, cansada de sofrer, que tem medo de cair desse abismo, que só quer alguém ao seu lado que segure sua mão e nunca mais solte...

B For Love Forever
;*

segunda-feira, 14 de novembro de 2011


Aqui, o que permanece, é o que intensifica:
- A força a qual se adentra e fica.


Patty Vicensotti

domingo, 13 de novembro de 2011




                        Solidão prolongada me ensinou a ser exigente. 
Quando me tornei minha melhor companhia, só me apaixonei 
por pessoas absolutamente incríveis.

Marla de Queiroz

sábado, 5 de novembro de 2011

Adooro!



Você é o tormento que me acalma.
Um vício que nunca se satisfaz porque eu nego a dependência.
Tenho duas opções:
PRIMEIRA:
Quero que você me experimente e me repita até enjoar.
E que não mate minha vontade, quero que realimente.
Toda vez que eu falo que é a última vez que quero você é sempre a primeira. 
Porque você é o vício mais enlouquecedor que eu tenho.
Eu quero ter uma overdose de você. 
E ainda assim sobreviver pro meu vício continuar insatisfeito.
SEGUNDA:
Eu vou parcelar minha vontade pra você não matar num só dia.
Quero que satisfaça minha insatisfação pra te repetir em doses homeopáticas. 
Quero você no conta gotas...


By: Capettine






A Clarice Lispector é meu lado fofo. Tati Bernardi é a minha revolta. E o Caio Fernando Abreu? Ah simplesmente me conhece e sai contando de mim por aí...

E tantas outras que amo de paixão..cada blog, cada pessoa, um pedacinho de mim..







Amoo demais tudo isso *.*




Mell'

terça-feira, 1 de novembro de 2011





Queria aproveitar para fazer um elogio a mim, sim, chega de me detonar !
Queria te dizer que, apesar de você se sentir imensamente sozinha de vez
em quando, eu sou milhares, e todas essas milhares te acham a melhor
mulher do mundo. Queria bater palmas pra todas as vezes em que você
sacrificou o que você mais amava em nome de seguir a diante com o teu
fígado e todas as vezes em que você ficou pequenininha para que ficar
grande fosse ainda maior. Obrigada por nunca ter fugido de mim, obrigada
por ter me encontrado, obrigada por estar aqui. Confie que agora, de dentro
de mim, conquistar o mundo vai ser ridículo. Ah, e tem mais: sua bunda até
que é bonitinha, mas o resto é um ARRASO.

Tati Bernardi

segunda-feira, 24 de outubro de 2011







"Hoje acordei inteira. Migalhas? Pedaços? Não, obrigada.
Não gosto de nada que seja metade. Não gosto de meio termo.
Gosto dos extremos. Gosto do frio. 
Gosto do quente (depende do momento.)
Gosto dos dedinhos dos pés congelados 
ou do calor que me faz suar o cabelo.
Não gosto do morno. Não gosto de temperatura-ambiente.
Na verdade eu quero tudo. Ou quero nada.
Por favor, nada de pouco quando o mundo é meu.
Não sei sentir em doses homeopáticas. 
Sempre fui daquelas que falam "eu te amo" primeiro.
Sempre fui daquelas que vão embora sem olhar pra trás.
Sempre dei a cara à tapa. Sempre preferi o certo ao duvidoso. 
Quero que se alguém estiver comigo, que esteja. 
Mesmo que seja só naquele momento.
Mesmo que mude de idéia no dia seguinte.



(Fernanda Mello)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Um dia...



É natural que depois de um certo tempo as dúvidas comecem a aparecer. Será que o tal príncipe existe? Será que o final vai ser mesmo feliz? O que será, que será? Por favor, não me condene: a gente precisa estar com o coração preenchido para ser feliz. Agora você olha no fundo dos meus olhos castanhos e pergunta se eu acho que uma mulher precisa de um homem para ser feliz. Te respondo que uma mulher precisa de amor para ser inteira.

Amor pelo que faz. Amor pelo espelho. Amor pela família. Amor pelos amigos. Amor pelo bichinho de estimação. Amor pelo outro. Amor de volta. Porque dar amor é bom. Mas receber amor também é melhor ainda. Quem não gosta? Desculpa, mas meu coração não entende muito bem a solidão. Gosto de abraço de urso, beijo estalado, carinho no cabelo e sorriso bem largo, espaçoso, verdadeiro.

Uma mulher não precisa necessariamente de um homem para ser feliz. Mas ela precisa de amor para ser completa. Tem gente que vive bem cercado de bichos. Tem gente que vive bem cercado de livros. Tem gente que vive bem cercado de sapatos. Eu vivo bem cercada de amor. Antes, bem antes, eu vivia bem com minha família, meus amigos, minhas palavras, minha labrador preta, minha parede rosa. E faltava alguma coisa. Faltava alguém para dormir abraçadinho. Faltava um colo para sossegar a alma. Faltava alguém pra rir um riso intenso. Faltava alguém que completasse o que eu vou falar. Faltava alguém que soubesse que detesto pimentão. Faltava alguém que deixasse sempre um restinho de café na xícara. Faltava alguém pra reclamar que o ar-condicionado tá muito frio. Faltava alguém pra me dizer boa-noite-meu-amor. Sou romântica. E vou morrer assim. Hoje sou muito mais eu. Hoje descobri que sou muito mais feliz agora. Não que não fosse antes. Mas antes eu nem sabia o que era um sentimento de verdade.

Não aguento mulher que só fala em dieta, celebridade, roupa, dinheiro e mal de homem. O mundo é maior que um closet cheio de sapatos. Maior que a Dieta dos Pontos. Maior que o milhão de reais que a Joana Machado ganhou. Maior. Gosto das coisas de dentro. O que está por fora muda a cada estação. A essência, não. Muita gente não tem paciência de tentar. Fogem no primeiro problema. Desistem no primeiro empecilho. Esquecem da essência.

Se alguma coisa não deu certo pra você, não jogue a culpa no amor. Ele não tem nada a ver com isso. As coisas dão certo até onde têm que dar. Se parou de funcionar, se o amor morreu sufocado ou afogado, se não tem mais jeito, o negócio é viver o luto, curtir a fossa e cuidar da vida. Fazer aula de italiano, ler vários livros, assistir filmes, jogar charme para o vizinho do andar de cima. Sem ofender o amor e os apaixonados. Porque um dia você vai amar de novo. E, desculpa o meu lado bobo, mas um dia você vai amar de novo o amor da sua vida. Envelhecer junto. Andar de bengala na praça em um domingo ensolarado e dizer um-dia-eu-ri-da-cara-do-amor...


Clarissa Corrêa

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Pleaseeee...





                                 "Me provoque. 
Me desafie. 
         Me tire do sério. 
          Me tire do tédio.
            Vire meu mundo do avesso!"


                      ((Clarice Lispector))

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Feliz Dia das Crianças!!


"Sejamos como as crianças..
Com elas aprendemos a amar.
Elas são sinceras, amam desinteressadamente.
Se gostar de nós, logo saberemos.
Não sabem dissimular.
Pequeninos sorriem ao menor toque.
Não criticam, apenas indagam..
Não discriminam, aceitam todos sem distinção
Sabem conviver com as diferenças
São alegres o tempo todo..dançam, cantam, brincam..
Fazem da vida uma eterna festa!
Satisfazem-se com qualquer brinquedo, independente de quanto custou,
não tem ambição
Nos ensinam mais que qualquer sábio.
Confiam..
O seu olhar brilha, o seu sorriso é sincero
Não pedem nada em troca do amor
que nos dão, apenas carinho e atenção
Tocam a nossa alma, com a inocência
Mesmo as que não tem oportunidade de ter um lar,
sabem sorrir..pois seu sorriso é uma lição.
Não existe coisa mais triste, que ver uma criança triste.
Doemos o nosso sorriso a elas, sejamos alegres.
Mostremos a elas a criança que existe em nós
Elas são o nosso futuro, precisam ser felizes
para nos fazer feliz!!



Sonia Lira

quarta-feira, 5 de outubro de 2011


Você tem que encontrar o que você gosta. E isso é verdade tanto para o seu trabalho quanto para seus companheiros. Seu trabalho vai ocupar uma grande parte da sua vida, e a única maneira de estar verdadeiramente satisfeito é fazendo aquilo que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um ótimo trabalho é fazendo o que você ama fazer. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se contente. Assim como com as coisas do coração, você saberá quando encontrar. E, como qualquer ótimo relacionamento, fica melhor e melhor com o passar dos anos. Então continue procurando e você vai encontrar. Não se contente.


__Steve Jobs__

domingo, 2 de outubro de 2011




"Eu gosto mesmo é daquele que chega chegando, sem rosas, sem flores, sem frases bonitas. Gosto daquele que vem com um sorriso, com brincadeiras e piadas. Não preciso de um cara que me emocione todos os dias.
Eu quero mesmo aquele que brinque comigo, que ria comigo, que me faça rir. Eu quero aquele que me chame de minha."

Deixando o melhor de mim

;)

sábado, 24 de setembro de 2011

Piruá


"Sabe aquele milho que sobra na panela e se recusa a virar um floquinho branco, macio e alegre? Se chama piruá.
Tem muita gente piruá neste planeta. Gente que não reage ao calor, que não desabrocha. Fica ali, duro, triste, inútil pro resto da vida. Não cumpre sua sina de revelar-se, de transformar-se em algo melhor. Não vira pipoca, mantém-se piruá. E um piruá emburrado, que reclama que nada lhe acontece de bom.
Pois é... perdeu a oportunidade de entregar-se ao fogo, tentou se preservar, danou-se.
Com isso quero mostrar para aqueles que têm vocação para piruá, que o importante na vida é reagir às emoções e não se manter frio, fechado, feito um grão de milho que não honrou seu destino."

((Martha Medeiros))

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Confusões e Confissões


"Durante muito tempo me envolvi com caras errados. E vivia reclamando da minha falta de sorte. Fazia tudo certo, seguia à risca os conselhos furados de revistas toscas, reunia as amigas e debatia minha pobre vida amorosa em mesas de bar.

Fiz terapia. Fiz confusão. Fiz coisas que é melhor nem contar para você.  Mas fiz. Não dá pra gente renegar o passado e as atitudes que tivemos. Eu queria ser amada. Pelo amor de Deus, toda mulher quer ser amada, valorizada, respeitada, admirada.

Não basta você ter um emprego bacana e um apartamento legal. Não basta ter uma família que te ama e te quer bem. Não basta ter amigos que estão com você para o que der e vier. Toda mulher quer um amor que saia direto da tela do cinema para a vida real. A gente sabe que isso não existe, mas não custa querer, não custa tentar...

Eu queria um cara perfeito. Adoro listas. Faço lista de supermercado, lista das coisas que não posso esquecer, listas mentais. Na minha lista o cara era engraçado, romântico, educado, simpático, bonito, alto, moreno. E eu encontrei vários assim. Só esqueci de fazer uma lista com o que o cara não-podia-ser-e-ter. Porque existem muitos caras engraçados, românticos, educados, simpáticos, bonitos, altos, morenos, escrotos, canalhas, imbecis, mulherengos e trouxas. É ou não é? Mas a gente só vai conhecendo os defeitos com o passar do tempo, pois em um primeiro momento todo mundo é legal e mostra seu lado mais bonito e sedutor.

Me envolvi com homem complicado, com homem confuso, com homem medroso, com homem canalha. E não entendia o motivo. Lá pelas tantas, fui obrigada a discutir a relação comigo mesma. Ei, será que não estou atraindo homens assim? Será que inconscientemente não procuro exatamente esses homens que têm tudo para dar errado por medo de ter ao menos uma vez na vida uma relação saudável e madura? Será que não tenho um imã que atrai os bundões por puro medo de me envolver de verdade? Será que eu não estou me boicotando?

Tem gente que vem com um carimbo imaginário na testa escrito “encrenca”. Eu só conhecia “encrencas”. E me metia em histórias que já sabia o final. Era confortável pra mim. O fim chegava, eu me acabava de chorar, mas uma vozinha dizia tudo-bem-a-gente-sabia-que-não-ia-dar-certo.

A gente se boicota o tempo todo. Até que um dia resolve dar um basta. Chega. Chega disso na minha vida. Chega de tentar cuidar das pessoas. É que normalmente eu me atraía por homens carentes, bobinhos, que precisavam de “cuidado”. Só que eu também preciso de cuidado. E pra poder cuidar de alguém a gente tem que se cuidar. Só que eu não conseguia tomar conta de mim. Queria dar tudo que eu tinha para os outros. Por isso, “resolvia” o relacionamento de todas as minhas amigas, até mesmo dos meus pais. Explico: eu sempre achei legal um casal trocar presentes no Dia dos Namorados. Meus pais, casados há milênios, não se davam nada na data. Por isso, eu comprava um presente pra minha mãe dar para meu pai e outro pra ele dar para minha mãe. Com direito a cartãozinho e tudo mais. Até que um dia me dei conta: tenho que cuidar da minha vida, de mim. E mesmo que não tenha um relacionamento com outra pessoa, tenho um relacionamento comigo, com meus sentimentos, com meus anseios, com meu espelho. Isso é muito importante.
Parei de tentar me destruir. Resolvi evitar tudo que me causasse sofrimento. Se o cara era interessante e eu sentia que era furada simplesmente caía fora. O mais rápido possível. Não tem sentido a gente se envolver sabendo que vai se ferrar. É claro que nada é definitivo. É claro que muitas relações que têm tudo pra dar errado podem dar certo. Podem. Mas quando tudo, absolutamente tudo, conspira para um fim trágico é melhor a gente se proteger. Pode parecer clichê, mas quer saber? Se for para dar certo vai dar. Cedo ou tarde. Sem boicote..."

Clarissa Correa





terça-feira, 13 de setembro de 2011

Para refletir...


"Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo - expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar - caem diante da morte, deixando apenas o que é importante. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder. Voce já está nu. Não há razão para não seguir seu coração".


Steve Jobs

domingo, 11 de setembro de 2011





‎"Creio que fui abençoada com um coração gigantesco e, em contrapartida, com um pavio bem curto, são os ápices que me mantém em pé!!!"

Martha Medeiros

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Feliz por nada!




Geralmente, quando uma pessoa exclama Estou tão feliz!, é porque engatou um novo amor, conseguiu uma promoção, ganhou uma bolsa de estudos, perdeu os quilos que precisava ou algo do tipo. Há sempre um porquê. Eu costumo torcer para que essa felicidade dure um bom tempo, mas sei que as novidades envelhecem e que não é seguro se sentir feliz apenas por atingimento de metas. Muito melhor é ser feliz por nada.

Digamos: feliz porque setembro recém começou e temos longos meses para fazer de 2011 um ano memorável. Feliz por estar com as dívidas pagas. Feliz porque alguém o elogiou. Feliz porque existe uma perspectiva de viagem daqui a alguns meses. Feliz porque você não magoou ninguém hoje. Feliz porque daqui a pouco será hora de dormir e não há lugar no mundo mais acolhedor do que sua cama.

Esquece. Mesmo sendo motivos prosaicos, isso ainda é ser feliz por muito.

Feliz por nada, nada mesmo?

Talvez passe pela total despreocupação com essa busca. Essa tal de felicidade inferniza. "Faça isso, faça aquilo". A troco? Quem garante que todos chegam lá pelo mesmo caminho?

Particularmente, gosto de quem tem compromisso com a alegria, que procura relativizar as chatices diárias e se concentrar no que importa pra valer, e assim alivia o seu cotidiano e não atormenta o dos outros. Mas não estando alegre, é possível ser feliz também. Não estando "realizado", também. Estando triste, felicíssimo igual. Porque felicidade é calma. Consciência. É ter talento para aturar o inevitável, é tirar algum proveito do imprevisto, é ficar debochadamente assombrado consigo próprio: como é que eu me meti nessa, como é que foi acontecer comigo? Pois é, são os efeitos colaterais de se estar vivo.

Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem.

Se é para ser mestre em alguma coisa, então que sejamos mestres em nos libertar da patrulha do pensamento. De querer se adequar à sociedade e ao mesmo tempo ser livre. Adequação e liberdade simultaneamente? É uma senhora ambição. Demanda a energia de uma usina. Para que se consumir tanto?

A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem-intencionado e que muda de opinião sem a menor culpa.

Ser feliz por nada talvez seja isso.
:D


domingo, 4 de setembro de 2011

Procura-se!




Eu procuro um amor que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei
Nos seus olhos quero descobrir uma razão para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu a encontre numa fila de cinema,
Numa esquina
Ou numa mesa de bar. 

Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim
E eu vou tratá-lo bem
Pra que ele não tenha medo
Quando começar a conhecer os meus segredos

Eu procuro um amor, uma razão para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu gagueje sem saber o que falar
Mas eu disfarço e não saio sem ele de lá

Eu procuro um amor
Que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim...


FREJAT
"Segredos"





quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Experimente!!


"Gosto do que é diferente... gosto de sair da rotina, não me agrada o que é repetitivo, monótono e comum.
 Mudo de caminho, mudo de shampoo, mudo de assunto e isso só me faz bem. 
Tenha vários comportamentos, de acordo com a ocasião e com as companhias, mas sem deixar de ser eu ;)
 É afirmado pelos psicólogos, que mudar de hábito faz bem para a memória. 
E tudo que faz bem para a mente, reflete no corpo e na alma.
Por isso as pessoas que ''não envelhecem'' facilmente, são as mais alegres consigo e com as pessoas ao seu redor. Experimente!"





[Borboletando]

segunda-feira, 29 de agosto de 2011




"Mas não sou completa, não.
Completa lembra realizada
Realizada é acabada...
Acabada é o que não se renova a cada instante da vida e do mundo.Eu vivo me completando... mas falta um bocado."





((Clarice Lispector))




 

sábado, 27 de agosto de 2011

"Desejo que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a desejar."

Laricy Santos

terça-feira, 23 de agosto de 2011

...





"Se você realmente tiver vontade de se aproximar de uma mulher, lembre-se que por mais madura que ela seja, por mais relacionamentos que ela tenha tido, por mais 'independente' que ela possa aparentar, por mais durona que ela demonstre ser, um dia ela sonhou com um verdadeiro amor..."

sábado, 20 de agosto de 2011

chegadas e partidas


"Entre tantas chegadas e partidas, bom se alguém simplismente chegasse, ficasse e tirasse esse gosto de transitório da nossa boca. Eu sei que tudo dura o tempo necessário para deixar saudade ou não, e acaba no tempo certo, mas há pessoas que vão embora deixando aquele gosto de .."ah, poderia ter ficado mais um pouco.."
Porque no fim precisamos de alguém que possa e queira ficar mais tempo. Chegar e ficar, tão simples, tão raro, tão necessário. Essas despedidas diárias de tudo cansa...Deixar pessoas pelo caminho dói. Recomeçar, juntar os pedaços, re-construir os sonhos é necessário, mas cansa!
E a cada perda, precisamos querer tudo e outra e outra e outra vez, e a cada vez acreditar que vai ser bom..


Fernanda Barcellos



**  Eu te esperei...queria falar o que tava sentindo, tava tudo muito confuso pra mim...mas não era pra ser..se fosse..vc tava aqui agora!!
Domingo 22/08  00:34 hrs
Beijooos Mell ,*



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

"O encanto está nos nossos olhos, o desencanto em nossos corações."



"Quando uma pessoa chega diante do mar pela primeira vez, 
fica impactada pela beleza e pela força que vê diante de si.
Já quem mora de frente para a praia, olha e vê, vê e não enxerga.
enxerga e já não sente mais nada... 
Quando um turista desce no aeroporto da cidade desejada, 
quando vê monumentos e ruas que antes só via na TV, 
quando percorre ruas que antes eram sonhos, fica entusiasmado,
tira milhares de fotos, compra postais e jura que um dia vai voltar.
Quem mora ali mesmo, ás vezes quer até se mudar... 
Quando alguém se apaixona por uma pessoa, move mundos e fundos para conquistar. 
Faz coisas que parecem ridículas, contém seus vícios, fala manso, ri muito,
capricha nas roupas, cerca a pessoa de todas as formas. 
Depois de algum tempo da conquista, se transforma, já não beija mais como antes, 
não leva flores, nem bombons, esquece até de mandar um bom dia, some e por fim, 
esquece de tudo o que nunca existiu... 
Por isso, antes de encantar-se com o fim da viagem, curta a estrada e seus contornos. 
Antes de comer a comida saborosa, cheire seus odores, 
aprecie a arrumação no prato, coma devagar e aprecie cada sabor. 
Antes de terminar o relacionamento, examine-se, não tenha medo de falar o que sente,
será que o que você cobra tanto, você oferece? 
Antes de sair do emprego pergunte-se: será que fiz o melhor pelo ambiente?
O encanto está nos nossos olhos, o desencanto em nossos corações.
Por isso, deixe-se levar pela emoção todos os dias, descubra o novo no velho, 
e faça de cada dia, uma novidade pelos detalhes amorosos do seu ser.."




Pathy Oliver

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

"Feliz dia dos solteiros" ")


“Acredito que a natureza humana é essencialmente amorosa e que quando não demonstramos isso é porque há nuvens muito espessas escondendo o nosso sol. Nuvens de medo, dor, raiva, confusão.

Mas o sol está lá, preservado, o tempo todo. Em algumas pessoas, mais do que em outras, parece que as nuvens demoram muito tempo a se dissipar, é verdade.

Às vezes, podem até não dissipar durante uma vida inteira, é verdade também. Mas, à medida em que começamos a abrir o nosso coração, é inevitável não sentir que ser amáveis e cuidadosos uns com os outros não é um favor, uma concessão.

Inevitável não sentir que o gostinho bom de dar amor é tão saboroso quanto
 o de recebê-lo.”

((Ana Jácomo))

domingo, 14 de agosto de 2011








"Eu carrego comigo uma caixa mágica onde eu guardo meus tesouros mais bonitos.

Tudo aquilo que eu aprendi com a vida, tudo o que eu ganhei com o tempo e que vento nenhum leva. (…)

O pouco é muito pra mim...

O simples é tudo que cabe nos meus dias...
E quem se arrebenta de tanto existir, vive pra esbanjar sorrisos e flashes de eternidade.” 






Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Respeito!






..Sei que pra tudo existe um motivo e uma razão, então se tu quiseres um espaço em algumas páginas da minha vida comece me respeitando!

Sei o que é amar e sei também o peso dessas palavras por isso não saio distribuído "eu te amo" por aí.
Hoje sei que existe um lugar chamado "distância" e as pessoas que um dia mais amamos nos fazem embarcar em algumas lembranças revivendo alguns momentos, mesmo sabendo que já estamos bem longe. Acredito que o destino escolha quem vamos encontrar no nosso caminho, mas acredito ainda mais que as atitudes dessas pessoas é quem irão decidir quem fica ou não em nossas vidas... Mudo de opinião mas não mudo de princípios, por isso quem me encontrar daqui alguns anos conseguirá me reconhecer. Eu tenho a minha personalidade! Não serei hipócrita em te dizer que sou original, só acredito que não faço parte de tuas cópias.. 
 Não peço nada demais das pessoas, apenas sinceridade e respeito!!

''Quando me entrego, me atiro...mas quando recuo não volto mais.'' 





Mell  *





quarta-feira, 10 de agosto de 2011

"Lição de vida"





Durante a caminhada de hoje comecei a observar as pessoas e lembrei de uma amiga que entende de vida e de ser humano como ninguém. Um dia ela me disse que estava sentada na Praça observando as pessoas. Elas vem e vão, algumas cantam , outras flutuam que nem parece que estão neste mundo, outras andam sorrindo e a maioria olha pra baixo com um ar sério e o semblante extremamente preocupado. E observando toda essa multidão ela viu uma mulher na cadeira de rodas e ficou impressionada ao ver quem levava ou empurrava essa cadeira: um cego.. Isso é lindo, e foi uma das coisas mais lindas que já ouvi esse ano, até agora.
O ser humano juntamente com a vida é uma caixinha de surpresas. E a bondade, solidariedade, gentileza, compaixão tornaram se um artigo de luxo, algo que não se encontra mais em qualquer lugar.
E durante a caminhada passaram por mim algumas pessoas deficientes (definição: imperfeição, falta, lacuna.), e senti uma força tão grande nessas pessoas, mais forte do que qualquer pessoa "completa" que passava por elas. Um senhor me chamou muito a atenção. Os traços dele são de um homem que foi muito bonito, que partiu muitos corações, deve ter tido muitos amigos, muitas festas ou não, mas ele caminhava com muita dificuldade, um pouco manco, um pouco torto, muito devagar passo por passo, e ao seu lado um cachorrinho o acompanhava, fiquei com aquela cena na minha cabeça, e pensei na força daquele homem. Quando tudo está contra ele, ou seja, ele poderia ficar em casa, sentado, esperando algo acontecer, afinal a caminhada é dificil, o dia não estava de sol, nada animador, mas ele luta pela vida, por algo que ele quer, sem muletas tampouco uma bengala, seu único apoio é o cachorrinho que o acompanhava fielmente. Quantas barreiras ele deve enfrentar todos os dias ao sair de casa, quantas vezes ele não se encontra em um estado de espírito não muito animador, por que sempre temos dias assim, mas mesmo assim algo maior o faz sair de casa e fazer sua caminhada. Por que? Talvez para se sentir melhor, talvez para se "encaixar" na sociedade, talvez procurando uma resposta..

A sociedade! Somos uma linda farsa. Padronizamos tudo, temos que estar de acordo com o que "nosso meio" considera normal. Mas quem é normal, o que é a normalidade?! Quem está certo ou errado?! Andar pelo caminho "certo" é uma regra inerente ao ser humano, pelo menos onde os olhos podem alcançar, por que já disseram: de perto, ninguém é normal! Carro do ano, roupa de marca, restaurante badalado, pessoas populares... quanta besteira!!! Nada na vida está totalmente certo. O que temos a nossa frente é um papel em branco pedindo para ser escrito, desenhado ou se transformar numa obra de arte, que seja, mas temos anseio em "andar conforme os padrões estabelecidos pela sociedade".

Então eu percebi que essa pessoas, "imperfeitas" são mais felizes, elas tem que enfrentar problemas de verdade e a maioria enfrenta. Adiante sempre! As minhas imperfeições me tornam especial, me tornam única, verdadeira, inteira, mesmo que me falte algo essencial. Essa importância que valorizamos tanto, não faz diferença quando estamos entre a vida e a morte. A vida é uma grande brincadeira, uma festa. Então viva, festeje, brinque, divirta-se, sorria mais, espalhe amor, alegria, solidariedade, gentileza eu tenho certeza de uma coisa: tudo se tornará mais leve, mais fácil, mais gostoso! VIVA!

Ela andava com os olhos dele e ele enxergava com as pernas dela. Ele guiava sem ver, ela andava sem se mexer! Isso é vida, é lindo, é mágico! Viva a vida!







Ovelha Negra

segunda-feira, 8 de agosto de 2011






"Incansável que sou, eu sigo.
 E quando penso que vou me espatifar no chão, levanto vôo...
 E quando penso que vou alçar vôo, me espatifo no chão! 
E a única coisa que é incansável em mim é meu cansaço, mas nem por isso eu paro. " ♥






Salete Hübner

A hora é essa......



Em um infinito de possibilidades, eu escolho todas. Tenho uma sede que não cessa e uma dificuldade imensa em escolher apenas um destino. Tenho uma curiosidade que me deixa inquieta e uma vontade de percorrer todos os caminhos que não tem fim. Alimento a idéia fixa de desfrutar coisas que ainda nem sei e o sonho de habitar em lugares onde nunca estive. Tenho vontades para suprir e um monte de janelas para abrir. Sem saída, aceito minha condição restrita, mas faço ser intenso tudo que já conheci. Posso até ser limitada do lado de fora, mas as minhas recordações não me deixam 
mentir: aqui dentro o espaço é imenso.!


Fernanda Gaona


sábado, 6 de agosto de 2011


Centenas de pessoas atravessam a nossa vida diariamente. Umas passam bem devagar e aproveitam o trajeto ao nosso lado, outras estão sempre correndo e não tem interesse em observar o caminho conosco, e têm aquelas que decidem fazer o mesmo percurso que a gente pelo simples prazer da nossa companhia.
As pessoas que fazem parte da última categoria sabem que nem sempre será prazeroso. Elas também reconhecem que muitas vezes o caminho será complicado. Em outras situações irão questionar qual a razão de agirmos de determinada forma enquanto caminhamos. Mas nunca, em hipótese nenhuma vão achar que o passeio foi em vão.

Amigo de verdade te leva a sério, te leva no riso, te leva no bico, mas te leva.

Te carrega pra vida toda!

Fernanda Gaona

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Enlouquecida!


"Dentro de mim, corre um rio calmo e sereno,
que me transporta para o mundo dos sonhos,
onde me sinto tranqüila, em paz comigo mesma...
Nos dias de tribulação, esse rio atua como um guia,
e me orienta...Mas, dentro de mim, também corre um mar revolto,
onde navego agitada, totalmente enlouquecida!"

((Paty Padilha))

quinta-feira, 4 de agosto de 2011


''Posso ser doce como cereja ou ardente como pimenta...
 depende de você.''




                                                                             ...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011


"Vivo para florescer outros jardins
e sem perceber o meu se abarrota de rosas e manacás. Vivo cada dia
como se fosse cada dia. Nem o último nem o primeiro - o único".

-Pablo Neruda-

terça-feira, 2 de agosto de 2011

^ ^




Aprendi...
Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso.
Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso.
E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.
Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.
( William Shakespeare )



segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Insônia...


Eu me pego as duas horas da manhã sem conseguir dormir..
 Sabe aqueles dias que vc ta carente? querendo atenção, carinho, colo, um chamego....mas sem precisar pedir por isso, sem precisar chamar a atenção(..)....logo eu sempre tão transparente,  tãoo boazinha, tão meiga, tão prestativa com todos, as vezes eu canso de me doar e quero receber um pouco...
Admito tenho inúmeras pessoas que me amam e agradeço a Deus por isso, mas to cansada....cansada de ser "forte" e as vezes simplismente estar carente e ninguém perceber....apenas querendo uma palavra de carinho, um abraço, um beijo...
Apenas as pessoas que me conhecem muitooo bem vão perceber isso.!
Sou otimista de carteirinha sim, me orgulho muito por isso...pois nos dias atuais se você não for otimista, vc desanda, é notícias ruins pra todo lado, nas ruas, nas escolas, nas pessoas, nos noticiários...mas será que apenas um "diazinho" eu não posso enfraquecer e querer que simplismente alguem chegue, me abraçe e...apenas me sinta!




:'(

*perdoem-me pelo desabafo!
Mell

E se um desconhecido de repente lhe oferecer flores?


...Ficava tudo tão cor-de-rosa cada vez que passava este anúncio. Nunca nenhum estranho me ofereceu flores(...) O que não me roubou a esperança. Acredito em tudo o que é maravilhosamente inesperado. Que nos vira ao contrário quando já só olhamos mas não Vemos. Conhecer um estranho pode ser, só por si, um maravilhoso presente. Mesmo que não traga flores à vista. O planeta está a encolher, mas as pessoas estão a afastar-se. Ficam tão longe, que se perdem de vista. Dispersam-se. Esquecem-se de gostar umas das outras. De se apreciarem. Optam por nadar à superfície receosas de mostrar a sua própria profundidade. Ninguém está interessado em conhecer ninguém. Traz problemas, exige tempo, tomadas de posição que ainda não somos capazes de tomar. Nem queremos. Falamos tanto mas dizemos muito pouco. Ou mesmo nada. Como convém. Já fui assim, medrosa. Com medo de todos. De não gostarem de mim. Mantinha as minhas idéias apenas minhas, porque até nem eram grandes idéias. Eu não tinha nada de Grande, aliás…E com medo de ser pisada, mais de metade da minha vida foi passada escondida dos olhos do mundo. E dos meus...A perda trouxe-me a valentia. Fiz-me visível. Fiz-me audaz o suficiente para entender, entendendo, que viver é uma bênção. E temos a obrigação de a viver bem. De ir para onde ela nos chama. Ou pedir-lhe que nos acompanhe no rumo que perpétuamente definirmos. Hoje, e porque pressinto que morrerei de velhice, concedo-me o pequeno prazer de falar com toda a gente. Distribuo sorrisos, não guardo a simpatia só para os que sei que a merecem, respondo sempre com gentileza sem pensar se vou ser ofendida por palavras menos educadas. Até porque é quem nos é mais próximo que mais mal nos faz…e que sabe com que palavras nos ofender. Largaram-me há muito as preocupações sobre a impressão que vou causar ou não. E esforço-me por agradar apenas à cozinheira do sítio onde almoço porque ela mexe com a minha comida. Todos os cozinheiros são temperamentais e gostam que lhes agradem. Já que vou ingerir o fruto do trabalho dela prefiro que venha temperado de Amor. Entendi ainda que só cresço na medida em que faço crescer. Para isso é preciso largar a mesa do canto, o dia semanal da limpeza, o telefonema obrigatório de domingo ou o almoço impreterível em casa dos pais, sogros e afins…Eu adorava a minha professora da primária. Mas a professora Lurdes não tinha mais nada para me ensinar. Nem conseguia ainda que quisesse. Tive de largar a minha sala de aulas e aventurar-me no temível preparatório. O meu medo só foi superado pela ânsia de conhecimento. E foi assim que avancei. Todos nós só avançamos quando largamos as nossas salas de aulas e nos lançamos na aventura de conhecer outros professores. Aprender outras disciplinas. Chumbar. Tentar de novo. Desistir…Reconhecer as nossas limitações e inventar outros sonhos. Ser bem sucedido e voltar a largar. Satisfeitos conosco. Maiores. E a seguir, prosseguir…Assim, até ao fim. Em cada estranho está o professor por reconhecer. O amigo por descobrir. O desconhecido é só o disfarce da Oportunidade. Da Nossa oportunidade de também nos re-conhecermos, descobrirmos e, prodigiosamente, avançarmos. Cuidado. É fácil protelar o degrau a seguir, mas não sai barato. Eu prefiro o risco de uma má surpresa de vez em quando que uma vida pouco surpreendente. Quero-a encantada de gente diferente, divertida ou nem por isso, inteligente ou bons a enganar, emocionais ou sovinas com as lágrimas, generosos ou a caminho disso... brancos, pretos ou nem uma coisa nem outra. É na diversidade que desenho a minha individualidade. Que me escolho. E gosto de muitas opções. Amplas e variadas. Mantenho a ânsia de conhecimento e só o tenho encontrado no que não conheço...